Categories
Uncategorized

O que é branding e qual é a importância para seu negócio?

Você já ouviu falar de branding? Esta é uma palavra que está cada vez mais em alta nos dias de hoje, principalmente pela popularização de alguns conceitos de marketing. Mas, para que serve e como usar o branding da forma correta?

Existem muitas formas de colocar esta poderosa ferramenta em prática. No entanto, antes mesmo de sair fazendo qualquer tipo de ação ou posicionamento, é preciso entender o conceito amplo e quais são as principais possibilidades desse tipo de estratégia.

Parece complexo? Não se preocupe. No artigo de hoje, vamos entender absolutamente tudo sobre o assunto. Então, continue a sua leitura por aqui.

O que é branding e qual é a importância para seu negócio?

Branding nada mais é do que uma expressão de marketing que, em uma tradução livre, pode significar algo como “construção de marca”. Ou seja, branding nada mais é do que uma forma de construir uma marca, de maneira estratégica e pautada em fundamentos que fazem sentido para o seu projeto.

De maneira resumida, é a construção de um posicionamento e a apresentação daquilo que sua empresa acredita e persegue. Por mais que estas características devem aparecer, também, na missão, visão e valores, o branding é a ferramenta que você vai usar para transformar estas palavras em atitudes e ações na sociedade.

Qualquer ação, produto, serviço ou comunicação que você coloca em prática para a sua empresa, precisa estar baseado em alguns princípios de branding. Isto serve para manter uma identidade e, acima de tudo, construir a imagem da sua empresa na cabeça das pessoas. 

Afinal, uma marca não tem vida nem força como um ser humano. Mas o marketing permite humanizar uma empresa e transformá-la em algo incrivelmente lembrável.

Veremos, a seguir, os principais benefícios do branding para uma marca. Acompanhe.

Construção de personalidade

O primeiro excelente aspecto que podemos considerar o branding como algo fundamental para uma marca, é a construção de personalidade. Ou seja, esta é a oportunidade que gestores e coordenadores de marketing têm para, definitivamente, construir uma boa imagem da marca na mente das pessoas.

Uma marca sem personalidade muitas vezes é rapidamente esquecida. Ou sequer é lembrada. Portanto, é muito importante que você defina uma estratégia para construir ações que gerem uma personalidade amigável para o público do seu produto ou serviço.

Quer um exemplo de como uma empresa precisa de personalidade e como isso ajuda a se diferenciar da concorrência? Imagine uma oficina mecânica em uma cidade pequena. Geralmente, o nome da oficina vai ser o nome ou o sobrenome do proprietário: “Oficina do Silva”. 

Por mais que este não seja o nome mais criativo do mundo, do ponto de vista de comunicação e marketing, ele tem uma força incrível para construção de personalidade, pois ele está humanizado e o branding, ali, está sendo construído, mesmo que de maneira passiva. 

Na marca há vida, há personalidade, há conexão e há empatia. Tudo isso é bem importante para qualquer outra marca mais “chique” e que, por consequência, tem muito mais trabalho para conseguir criar estes conceitos.

Geração de empatia e conexão

O segundo ponto bem importante e que só o branding consegue explorar em uma marca, é a questão da empatia e conexão – bem como mencionamos no tópico anterior, no exemplo da “Oficina do Silva”.

Quando você constrói uma estratégia para criar conexão e proximidade com as pessoas, você está, na verdade, criando raízes para o branding da empresa. Isto é muito importante para atrair os clientes certos e aqueles que realmente precisam do seu serviço ou produto.

Uma empresa dificilmente vai ter sucesso no longo prazo, se não consegue se conectar com as pessoas de uma maneira ativa. 

É claro que isto não é válido para empresas B2B, que vendem para outras empresas. No entanto, o branding é também importante para elas, mas o foco será outras empresas – que, na ponta do lápis, também são pessoas, não é mesmo?

Ou seja, o branding é importante pra tudo. Ele não vai fazer com que sua empresa aumente exponencialmente as vendas do dia para a noite. Mas é o branding que vai construir as vendas recorrentes na perenidade.

Ativação de gatilhos mentais poderosos

Você já parou para pensar no poder que os gatilhos mentais têm na mente das pessoas? Ou seja, falar as palavras certas pode gerar muitas vendas para o seu negócio, desde que elas sejam usadas de maneira honesta. E o branding ajuda muito nisso.

Por exemplo, se uma pessoa está procurando por uma loja de produtos naturais em BH e você, amigo dessa pessoa, diz que conhece uma, as chances de ela comprar são enormes. Este gatilho é chamado de “prova social”, pois as pessoas confiam na opinião de amigos para comprar algum bem ou algum produto no varejo.

Então, trabalhar o branding da sua empresa de modo que você consiga ativar alguns determinados gatilhos, pode ser uma excelente estratégia.

Conquistar os clientes ideais para seu negócio

Você não quer que qualquer pessoa compre seu produto ou serviço. A não ser que, obviamente, este seja um produto commodity, de varejo. Mas, se você busca atender uma demanda específica e com um produto segmentado, o ideal é que você encontre este público para que a sua empresa comece a faturar logo no início.

Então, se você vende agulhas para costuras manuais, não adianta querer fazer anúncios em locais que as pessoas que comprariam isto, não estão. A sensação de “aparecer o máximo possível” pode até ser boa para você, mas não necessariamente é positiva, pois você pode gastar muito dinheiro com anúncios e, no fim das contas, não vai vender.

Com o branding, você consegue falar para as pessoas certas, de modo que elas se conectem com sua marca ou empresa e, assim, passem a comprar. Elas precisam pensar: “isso foi feito pra mim!”.

Alinhar ações de comunicação

E por fim, o poder do branding ajuda a criar uma linha de comunicação única na sua empresa. Identidade visual e redação se alinham de maneira a suprir as necessidades de posicionamento que você estabeleceu no plano de branding.

A comunicação é algo que precisa de um alinhamento muito claro. Afinal, falar uma coisa em um anúncio e falar outra totalmente diferente em outro, gera desconexão por parte das pessoas. Algo que você, obviamente, não quer.